sábado, 31 de março de 2012

PARÓDIA "BATMAN NA FEIRA DA FRUTA" : VERSÃO EM QUADRINHOS



Por Clayton Godinho


O vídeo Batman na Feira da Fruta é um clássico da internet que "sacaneia" o seriado Batman da década. 
Consiste na redublagem de um episódio da série cujo os diálogos são hilários pelo tom nonsense da coisa.
E agora conseguiu o impensável : uma versão em quadrinhos.

sexta-feira, 30 de março de 2012

VINGADORES ENCONTRAM URSINHO PUFF

Por Clayton Godinho
Tão inusitado como alguns crossovers produzidos pela indústria dos quadrinhos .
Charles Paul Wilson III traz um  mashup entre os  Vingadores e o ursinho Puff.
De quebra, insere um herói da DC .
 
 

TRANSFORME SUA GAROTA NA MENINA PRODÍGIO

Por Clayton - Chamando Superamigos
Adorei essa fantasia. Incrivelmente sexy.

A fantasia inclui o vestido, capa, luvas, cinto e máscara. Na medida para qualquer mulher se tranformar.Mas tem que ser importada.
Pra quem interressar , clique aqui

COQUETEL LANÇA GAME ONLINE COM PERSONAGEM BOLINHA

Com o nome PacBolinha, jogo traz divertida releitura dos clássicos games de come-come
Por Edson Raphael - CR.COMUNICAÇÃO (via e-mail) 


Após agitar o mundo dos quadrinhos com a retomada de HQs clássicos, por meio do selo Pixel, a editora Coquetel promete causar semelhante alvoroço no universo dos games online. A editora transporta o personagem Bolinha para os labirintos dos jogos de come-come e apresenta o PacBolinha. A novidade disponibilizada no site do personagem (www.revistabolinha.com.br) já recebeu mais de 40 mil jogadores/mês durante seu período de teste. Com seis fases de diferentes níveis de dificuldade, o PacBolinha vai ao encontro dos aficionados pela turma da Luluzinha e por apaixonados pelos primeiros games eletrônicos.

No PacBolinha, saem os fundos escuros e fantasminhas típicos do jogo no console Atari. Em seu lugar, Bolinha avança sobre guloseimas por cenários comuns dos quadrinhos – tendo Luluzinha em seu encalço. A cada mudança de fase, Bolinha fica mais pesado – por consequência, a menina da boina vermelha parece ganhar mais e mais velocidade. Quando encurralado e pego, Bolinha recebe divertidos “puxões de orelha” com dicas de alimentação.

Devido à grande procura, o PacBolinha também está disponível nos siteswww.coquetel.com.br e www.revistaluluzinha.com.br.


Um pouco da história do Bolinha

Júri do 24º hqmix faz as pré-indicações

Por HQ MIX


Neste 24º HQMIX o processo de pré-indicações está nas mãos de um júri de especilaistas e jornalistas na área de quadrinhos e humor gráfico. Heitor Pitombo (jornalista), Marcelo Alencar (editor e presidente do júri), Zé Oliboni(crítico e pesquisador), Sam Hart (desenhista de quadrinhos) e Télio Navega (jornalista) fizeram suas escolhas. Os resultados foram cruzados para que se chegasse à lista deste ano para votação pela academia.
O resultado está sendo postado hoje em nosso blog para o processo de discussão aberta. Após uma semana os jurados decidem se mudam alguma pré-indicação com base nos debates on-lineObservação: o júri será renovado anualmente, veja abaixo a lista:
Comissão de Organização

Adaptação para os Quadrinhos
Clara dos Anjos (Cia Das Letras)
Conto de Escola Em Quadrinhos (Peirópolis)
Dom Casmurro (Nemo)
Fahrenheit 451 (Globo)
Fernando Pessoa e Outros Pessoas (Saraiva)
Pateta Faz História (Abril)
Vigor Mortis Comics (Zarabatana)

Chargista

quinta-feira, 29 de março de 2012

Fugidinha


Vingadores vetorizados para estampas de camisas

O VINGADOR DO ROBOTICS Impressão artística
O Site Society 6 divertidas versões "robóticas" de vários personagens dos comics e do universo pop-geek.  Abaixo a formação clássica do grupo.Confira as inusitadas versões clicando aqui.
THE ORIGINAL AVENGER'S ROBOTICS Stretched Canvas

terça-feira, 27 de março de 2012

Discreto










Para mais "aventuras" do Bota: botamem.com
Ah! Não se esqueça de compar a revista Botamem.

Peça sua revista aqui.

Creative Commons License 
Botamem by Felipe Assumpção Soares is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.

Estou Dengoso

Gostaria que fosse por causa da imagem acima, mas infelizmente é por causa da que está abaixo. Em função disso, as atualizações estão suspensas até que eu me reestabeleça. Grato e até breve, espero!

Os Piores Super-Maridos dos Quadrinhos

Por ZineAceso
É dura a vida de mulher de super-herói… duvida? Nem tudo se resume a salvar o mundo, receber homenagens ou freqüentar lugares incríveis.
Elas já foram seqüestradas, chingadas, espancadas e até mesmo violentadas! Tudo isso por estar ao lado daqueles que elas julgam super-heróis. Se é seguro ter um herói na cidade ou bairro, imagine dentro de casa! Ledo engano…
O Zine Acesso foi investigar a vida secreta dos mais variados casais de personagens em quadrinhos e elegeu o 6 Piores Super-Maridos dos Quadrinhos e descobriu coisas (infelizmente) incríveis sobre a vida conjugal dos maiores heróis da Terra. Prepare-se!

6º Lugar: Homem-Aranha (Peter Parker)

Homem Aranha - MaridoCasado com: Mary Jane Watson (Parker)
Prós:
Peter é quase um Hugh Grant dos quadrinhos devido seu charme e atração (de mulheres-encrencas). E pernas não lhe faltariam nunca…
Contras:
É reconhecidamente um piadista. Ok, nós o adoramos por causa disso e no máximo o vemos por uma edição por mês. Agora imagine piadinhas, sarcásticas ou não, diariamente! Por anos! Outro ponto é a higiene do cidadão. Um cara que vive nos para-peitos de prédios, telhados, paredes… deve feder a titica de pombo! Quantos banhos teria que tomar por dia? E o uniforme? Tá na cara que não deve ter um guarda roupas tão grande assim. Sem falar que a grana de fotógrafo freelance não é tão boa assim…
Lengalenga:
É o caso mais clássico de perigo em família: “Todos que me cercam correriam perigo se soubessem quem sou”. Ok, isso acabou em Guerra Civil e se confirmou: Tia May está no hospital, MJ vive se escondendo e o trio é caçado por onde vá. Sem falar nos amigos, que vivem na linha de tiro. Mas parece que a história de identidade secreta está para voltar e com isso, novamente o esconde-esconde de identidades.

5º Lugar: Hulk (Bruce Banner)

SUPER-HERÓIS CAVALGANDO DINOSSAUROS

Por Clayton Godinho - Chamando Superamigos
Como diria Elijah Snow, este é um  mundo estranho. Nunca imaginaria que as pessoas poderiam se interessar por um crossover onde super heróis cavalgam dinossauros. Pelo menos na visão de artistas da internet.
Tyrannosaurus Bats desenhada por um artista chamado Dustin Harbin.
Os três seguintes são de  Joe Carr. Os do Superman não deu para descobrir quem foi o autor.
 

segunda-feira, 26 de março de 2012

QUADRINHOS BEM LEGAIS DE SE CONHECER

Por UHQ
Eu queria que existissem mais quadrinhos como... Poema em Quadrinhos.
Não é algo que se vê todo dia isso que Dino Buzzati fez. É ousado. É arriscado. É inventivo. É muito verdadeiro. Tem desenhos lindos. É erótico. A cultura do rock
se encontra com Orfeu. Tudo isso é ótimo, mas nada assim tão inédito.
O que me encanta é que Buzzati fez poema no reino da prosa. E a prosa tanto reina que olha o nome que usamos: história em quadrinhos. Deve ser porque os quadrinhos começaram como historinhas. Uns anos atrás, viraram historiões - as tais graphic novels, ou romances gráficos. De novo, prosa.
Aí, chega o Buzzati, que nem quadrinhista é, e faz um poema em quadrinhos. Esse poema não é apenas a ilustração de uns versos. É um poema mesmo. Você lê e não tem dúvida: é poesia.
Sendo um escritor, Buzzati também desenhou. Seu traço é expressivo. Não ilustra o roteiro; se entranha. E isso fez toda a diferença. Sua narrativa visual se rendeu à poesia.
Onde estão as epopeias gráficas? As metáforas? Os versos livres?
Eu queria que existissem quadrinhos assim.
***
Eu queria que existissem mais quadrinhos como Mix Tape.
A Lu Cafaggi fez um gibizinho que cabe na palma de uma mão de menina. São quatro revistinhas que vêm numa caixinha. Mix Tape tem que ser lido em papel. Não serve pra internet. Nem pra tablet. Porque é um pequeno objeto. É fofo, delicado, bonito, bem produzido, bem acabado, e também esperto. Muito esperto.
(Esperto tipo Jane Austen, mas esse comentário só vale pra quem já leu Jane Austen e entendeu que ela não é mulherzinha que faz romance água com açúcar.)
Você lê Mix Tape e fica com a sensação de que está lendo algo que foi feito com muito cuidado e atenção. É como se o gibi fizesse carinho em você.
***
Eu queria que existissem mais quadrinhos como Wilson.
Wilson parece uma tira dominical. Cada página tem um título próprio, uma história fechada e um traço diferente. Gosto de pensar que o estilo do traço muda de acordo com o tom da tira. Às vezes é mais cartunesco, noutras é mais realista.
Wilson é o nome do personagem fixo, um cara rabugento que tem dificuldade de se envolver com pessoas. Ele usa sua sinceridade extrema pra ofender as pessoas e garantir que elas fiquem longe.
O álbum conta a maturidade de Wilson. Eu não conheço o ator Paulo César Pereio, mas lembrei dele muitas vezes ao ler o livro. Não só pela semelhança física, mas por causa dessa sinceridade ácida.
Eu queria que existissem quadrinhos do Wilson nos jornais de fim de semana. Quadrinhos depressivos. Rabugentos. Mal-humorados. Na Ilustríssima. No Prosa & Verso. No Sabático.

Vou mais longe: eu queria que existisse um caderno de quadrinhos que tivesse como proposta estragar o domingo dos leitores de jornais. Mesmo que faça sol. Como Calvin em seus dias mais cruéis, mas sem os mais engraçados.
Esse caderno poderia publicar os Calvins mais cruéis. E Wilson. E histórias de animais que morrem com sofrimento. E uma adaptação longa e arrastada de Oliver Twist. Poderia se chamar Vida Boa e trazer de volta a tira do Fabio Zimbres.
Esse caderno poderia até ter uma página de passatempos, só que os labirintos não teriam saída.
***
Eu queria que existissem mais quadrinhos legais.
***
Em tempo: Poema em Quadrinhos, de Dino Buzzati, saiu pela Cosac Naify. A tradução é de Eduardo Sterzi.
Mix Tape, de Lu Cafaggi, é independente e pode ser comprado no site da Pandemônio.
Wilson, de Daniel Clowes, saiu pela Quadrinhos na Cia. A tradução é de Érico Assis.
Eu queria mesmo que os leitores dessem uma chance aos três.

A arte de Will Murai

Por Lari - Just Lia

Willian Hideki Murai é brasileiro de São Paulo e é ilustrador. Ele trabalha com diversas mídias, como estampas para camisetas e shapes de skate e publicidade (revistas e propagandas), mas também faz desenhos pessoais, como caricaturas e fan-arts.
Os desenhos são feitos em tablet e seu estilo é mais adulto e realista, com mulheres voluptuosas (hihihi) e cores mais sóbrias, mas não deixa de ser divertido! Sempre tem algum elemento que quebra essa sensação “dark”, seja alguma cor mais chamativa, um bichinho fofo, ou no caso do auto-retrato dele e da caricatura do House, se vocês repararem, ambos estão vestindo camisetas com estampas do Will. ;D
null

Anime e Mangá: Coisa de Criança?



É engraçada a forma que as pessoas se utilizam dessas palavras para recriminar aqueles que gostam de ler/ver mangás/animes. A cultura das pessoas as conduz a um julgamento prematuro do que realmente é o mangá/anime, sem ao menos se importar em ter o conhecimento para falar do assunto, simplesmente por ignorância ou até mesmo estupidez, decidem por não vislumbrar e se escondem sob a alcunha de que “Isso é coisa de Criança”.

O que realmente seria coisa de criança? Em sua maioria os mangás/anime que eu leio/vejo não têm o enredo voltado para crianças, vão muito além do que elas seriam capazes de compreender, e tão pouco tem o desenho que agrade a seus olhos infantis. Por que razão tal assunto deveria ser considerado para criança? O uso reiterado da generalização é uma forma de banalizar, ou seria talvez “diminuir”, nosso gosto por algo que não é de concordância da maioria. O que na verdade ocorre é que em nossa sociedade a cultura de adultos lerem/verem quadrinhos/desenhos não é muito introduzida e acreditamos, lê-se a maioria, que desenhos só podem ser vistos por crianças e usamos os exemplos clássicos dos desenhos da Disney. Porém, se o desenho que conhecemos não é necessariamente voltado para adulto não quer dizer que não possa ser visto por tal.

Um bom manga/anime voltado pro público adulto tem em suma uma boa história, o enredo é envolvente e muitas vezes instigante. É como, por exemplo, um bom seriado. Só que ao invés de usarem pessoas se utilizam de desenhos. Mas no Brasil os animes/mangás tiveram como seu público alvo as crianças. Fazendo assim, uma certa exclusão das outras pessoas. Essa “pré-seleção” de público gerou um certo preconceito e assim tornando um estigma para os mangás/animes a ligação com crianças.
A influência americana também ajudou a enraizar o bordão de que é coisa de criança, além claro, da influência interna que temos com a Turma da Mônica. Os quadrinhos japoneses, que em seu país natal tem separação por idades por terem temas pesados como drogas, vícios, entre outros, acabam sendo mantidos apenas na sessão onde as crianças os compram nas livrarias e/ou bancas de jornais. Um grande exemplo brasileiro de que quadrinho para o público adulto pode, se bem trabalhado, dar certo é o consagrado titulo de Holly Avenger. A história teve boas vendas e uma excelente repercussão no meio.
Por fim devemos dizer que as pessoas começam a compreender melhor nosso gosto por animes/mangás vendo a presença das pessoas mais velhas em eventos especializados e no aumento de opções no mercado, e ainda que seja em pequena escala, uma mudança já foi iniciada. Mas até que possamos mudar a cabeça dessas pessoas que tem um pré-conceito tão forte que turva a sua mente teremos ainda que ouvir muito que é coisa de criança. E pelo bom senso será melhor que tenhamos um sorriso no rosto. E é bem melhor ser criança do que velho não é?

domingo, 25 de março de 2012

ARTISTA CRIA IMAGEM DE MICKEY COM 84 ANOS

Por Clayton Godinho

Personagem Mickey Mouse recriado pelo artista plástico Tim Shumate
Mickey Mouse fará  84 anos ( seu debut foi em um quadrinho de 1928). 
O artista plastico e ilustrador americano Tim Shumate criou uma imagem do ratinho como se realmente fosse octogenário. 

Cartazes de filmes com Os Simpsons

Bad Santa

A Clockwork Orange

The Dark Knight

Ladies da DC versão inverno

 
A ilustradora Hanie Mohd deu uma renovada no guarda-roupas de algumas personagens da DC Comis. Preocupada com a possibilidade de que alguma das ladies da editora contraísse alguma virose durante o inverno, ela criou versões confortáveis e quentinhas, em sweaters.
Agora só se resfria quem quiser. (BP)


O guarda-roupas do Homem-de-Ferro!

Ou seria, guarda-armaduras? Enfim... a arte fica por conta do competente, Carlo Pagulayan. Clique e amplie.(BP)

UM IMPRESSIONANTE BATMAN EM TAMANHO REAL FEITO TODO DE LEGO

Por Clayton - Chamando Superamigos
Pra quem é fã do game Batman Lego , essa idéia é realmente espetacular. O usuário  MJ'laflaca do Flick registrou essas imagens de um Batman em tamanho real todinho feito de Lego. Particularmente , fiquei louco para ter um desses em minha casa.  Se estiver dessas cosplays então....

sábado, 24 de março de 2012

Redisigns: Liga da Justiça por George Kambadais

Um site super legal e que merece ser conferido é o do Project: Rooftop , onde vários ilustradores estão sempre apresentando as suas releitureas (ou redisigns) sobre alguns de seus personagens preferidos. Tem muita coisa boa, inusitada e interessante. Hoje apresentaremos o trabalho de George Kambadais  e a sua divertida versão da Liga da Justiça. Eu gostei... só senti a falta do Aquaman!(BP)

IMAGENS CRISTÃ NO UNIVERSO DOS QUADRINHOS 2 : PIETÁ

Por Clayton - Chamando Superamigos
Bom , não tem como fugir do assunto. Estamos entrando na Semana Santa (pelo menos pra quem é cristão) e de certa forma , acabamos por ficar meio preso ao clima .

Resolvi fazer um apanhado de alguma referências cristãs dentro dos quadrinhos ...
A mais gritante é que faz referências a Pietá, a estátua que mostra Maria segurando Cristo nos braços . geralmente cheias de tributos ...uma das mais gosto é esta de George Pérez...

SOFTWARE CHINÊS TRANSFORMA FILMES EM QUADRINHOS

Por Clayton Godinho
Meng Wang/Reprodução
via UOL

Pesquisadores da Universidade de Tecnologia de Hefei, na China, criaram  um programa que transforma qualquer filme em uma história em quadrinhos automaticamente.
Batizado de “Movie2Comics”, ele  analisa o filme, identifica os personagens por reconhecimento facial, e então faz a captura das cenas.
Organiza então as cenas e adiciona os balões com as falas e coloca um filtro sobre as imagens para ficarem com o visual dos quadrinhos.
Segundo os pesquisadores, apesar de ter colocado os balõezinhos nos personagens errados algumas vezes, o software pode fazer o reconhecimento do personagem que está falando na cena com uma precisão de 85%.
O professor Meng Wang, um dos autores do trabalho, disse ao site PhysOrg.com que o plano agora é melhorar o desempenho do programa para que o resultado final seja plenamente compreensível sem depender de toques humanos e criar um  reconhecimento de fala para que ela possa transformá-las em texto sem precisar do roteiro dos filmes (por enquanto, é necessário um arquivo com as falas que serão inseridas nos balões dos quadrinhos). 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...