segunda-feira, 31 de agosto de 2015

APROVADO PROJETO QUE CRIA O DIA DO QUADRINHO NATALENSE

A data homenageia o nascimento do professor e poeta potiguar Moacy Cirne, o maior estudioso de arte sequencial no Brasil
A Câmara Municipal de Natal aprovou, no último dia 27, o projeto de lei que institui o Dia do Quadrinho Natalense no Município. De autoria do vereador Marcos Antônio (PSOL), a partir de agora o dia 13 de março será inserido no calendário cultural da capital do RN, numa referência à data de nascimento do saudoso poeta, artista visual e professor Moacy Cirne (1943-2014), considerado o maior estudioso brasileiro das histórias em quadrinhos (HQs), tendo escrito inúmeros livros sobre o assunto.
Mas, antes, o projeto terá que ser sancionado pelo prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT).
O parlamentar do PSOL justifica que o intuito do seu projeto é criar uma referência da chamada nona arte na capital potiguar, como forma de fomentar a produção de arte sequencial local, que vem ocorrendo nos últimos anos, principalmente com os chamados quadrinhos independentes.

Ao lado do mestre em três momentos: autografando no Goiamum (2009), na Expo do prêmio que levava o seu nome (2010) e na FliQ (2012)


“O objetivo é estimular e investir na formação de um novo público leitor, além de contribuir para um mercado que não para de crescer. Para isso, se torna importante inserir a data no calendário cultural do município de Natal”, disse.
A produção de Arte Sequencial no Município de Natal hoje é um fato consolidado – vide as recentes publicações do coletivo K-Ótica, Jovens Escribas, Grupehq (desde os anos de 1970), a instalação da escola Quadrinhos Estúdio, entre outros. Para tanto, se faz necessário divulgar mais essa produção local. E, além de eventos de lançamentos na área, se torna importante também instituir uma data que celebre esse movimento na capital potiguar. Com isso, estará estimulando o surgimento de novos leitores.
A linguagem das histórias em quadrinhos se espalhou pelo mundo e hoje é utilizada em diversas formas de arte e comunicação, incluindo biografias, cinema, televisão e publicidade. Por isso, o gênero é considerado a Nona Arte.
As histórias em quadrinhos constituem um meio de comunicação de massa que agrega dois códigos distintos para transmitir a mensagem: o linguístico – texto – e o pictórico – imagem. No Brasil, vários artistas representam a categoria HQ.
O parlamentar "Marcos do PSOL" com parte da bancada do quadrinho local.

EDUCAÇÃO
Além disso, no tocante à educação, as histórias em quadrinhos hoje são utilizadas como um excelente recurso de aprendizado em sala de aula. As HQs ajudam na alfabetização e também a despertar o interesse pela leitura e pela escrita nas crianças, pois une palavra e imagem. Através da sua narrativa em quadros, mesmo a criança não alfabetizada consegue compreender a história através do recurso da imagem. Isso sem falar nos aspectos lúdicos que atraem os estudantes, como cores, onomatopeias, personagens e traços, convidando-os a criar sua própria história.
Por isso, a importância de se instituir uma data para celebrar esse movimento artístico na capital do RN. No Brasil, já existe o Dia do Quadrinho Nacional, que é 30 de janeiro, instituído no ano de 1984, numa referência a data da primeira HQ publicada em terras tupiniquins, no ano de 1869, pelo cartunista italiano radicado brasileiro, Angelo Agostini.

Via Marcos Antônio Ferreira Da Silva FACEBOOK


O Mestre Moacy Cirne sempre foi muito simples e generoso, principalmente com quem estava começando. Recebi um elogio e tanto, dele, sobre a ousadia e criatividade em ter criado Carcará, durante a exposição do Prêmio Moacy Cirne na Biblioteca da ZN. Naquele mesmo ano (2010) ele gentilmente abriu a nossa exposição Mitos e Heróis: releituras contemporâneas, realizada na UnP (acima). Momentos singelos, ternos e eternos.

Obrigado por tudo, mestre Cirne!


Homenagem mais que merecida!


(BP)


Considerações Finais: 
Agregamos às informações levantadas no texto do nobre vereador,  os nomes da galera da extinta REVERBO e nosso da República dos Quadrinhos que mesmo não sendo citados, endossamos a decisão de homenagear o mestre Cirne.
Como fundadores de um dos maiores e mais produtivos coletivos do país e da Associação Brasileira de Arte Sequencial-ABAS, conseguimos vitórias expressivas no contexto local, como a realização do I Fórum de Arte Sequencial de Natal - FAN (2011), a realização de duas exposições coletivas na cidade, a criação de uam premiação para os artistas locais (Prêmio Poty), diversos lançamentos coletivos e individuais (virtuais e impressos), e até então, a inédita participação do RN no 7° Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte (FIQ -2011). E, em todas essas oportunidades, sempre nos espelhamos em figuras como Moacy Cirne, que com sua simplicidade e enorme talento, não apenas entrou para história da HQ nacional e hoje para o calendário cultural desta cidade, mas principalmente, marcou a trajetória da minha e de muitas outras vidas. 
Tive a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente durante um evento promovido pelo DECOM da UFRN em 2000, mas já o admirava por suas obras sobre a nona arte. Hoje ganhamos uma data para homenageá-lo anualmente e matarmos a nossa saudade. Ontem foi um dia de lágrimas, e o amanhã já é de sorrisos.

Grato à todos os senhores vereadores pela merecida menção. E em especial, ao vereador Marcos pela brilhante iniciativa.

(BP) 
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...