segunda-feira, 24 de junho de 2013

Reciclando velhas ideias, DC anuncia versão futura da Liga da Justiça em busca de algo "novo". UIA!

A DC está se mexendo para continuar relevante e interessante após o bem-sucedido reboot. Não que isso seja ruim, claro. Coisas boas podem sair daí. E Justice League 3000, anunciado pela editora nesta semana, tem bastante potencial para tal, apesar de resgatar velhas ideias.
Para começar, a DC convocou justamente a equipe responsável pela ótima fase da Liga da Justiça Internacional nos anos 80: Keith Giffen, J.M. DeMatteis e Kevin Maguire. A diferença é que, desta vez, chamaram o ótimo Howard Potter (que também trabalhou com a Liga, mas nos anos 90) para criar uniformes ~modernosos para os heróis.
E as diferenças não ficam só nisso. Na fase Internacional, o trio tinha que lidar com um grupo que contava com caras como Besouro Azul, Gladiador Dourado e Guy Garner em suas fileiras. Personagens incríveis, mas que nunca foram os “mais respeitados do mundo”. Até por isso, Giffen e DeMatteis investiram nos problemas de relacionamento dos heróis – e na diversão que isso gerava.
Agora não. Justice League 3000 vai contar com os principais super-heróis da DC. Superman, Batman, Mulher-Maravilha, Flash, Lanterna Verde… Todos lá. O desafio na hora de escrever a história é bem maior. Surge a necessidade de ser mais icônico. “Essa revista… Nós temos os grandões!”, comemorou o Giffen em entrevista ao CBR News.
Como o nome indica, a HQ se passa daqui mil anos, ou seja, no século XXXI, o mesmo da Legião dos Super-Heróis. “Eu amo o século XXXI”, resumiu o roteirista. Além disso, o gibi se passará dentro da atual continuidade pós-reboot, de Os Novos 52.
De certa forma, Justice League 3000 chega para preencher a lacuna deixada pelo gibi da Legião, que foi cancelado. “E foi cancelado porque não estava vendendo”, frisa Giffen. Pode ser. De qualquer forma, é sempre interessante brincar com o futuro dos super-heróis. Há alguns anos o roteirista Grant Morrison fez algo parecido durante a saga Um Milhão, revelando o Universo DC no século 853 — escolhido por ser quando a revista Action Comics alcançaria a edição de número 1 milhão.
É bom lembrar que Um Milhão apresentou a Legião da Justiça Alfa, inspirada nos feitos da Liga da Justiça e da Legião dos Super-Heróis. Bom, pode ser que a Justice League 3000 abra espaço para a reintrodução desse conceito no futuro, não?
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...