sexta-feira, 24 de março de 2017

Exposição pretende criar conexões entre arte e as teorias do sociólogo Zygmunt Bauman.


Abre no dia 30 de março, às 19hs, na Galeria Conviv´Art – NAC/UFRN, a exposição coletiva Metamorfose Urbana em Tempos Líquidos. A exposição é uma homenagem das artistas Cibele Oliveira e Françoise Valéry as contribuições de Zygmunt Bauman sobre o mundo na contemporaneidade.
Zygmunt Bauman faleceu em 2017 e trouxe ao campo das discussões contemporâneas a perspectiva líquida (em constante modificação, devir) as deformações da sociedade em oposição ao perspectiva sólida (fixa, que não se modifica, engessada), partindo desse pressuposto analisa uma série de questões que estão divididas em cerca de trinta livros em português e que participam do imaginário de cada artista. A exposição, com curadoria de Artur Souza, pretende estabelecer conexões entre as teorias liquefeitas de Bauman com a produção imagética das artistas, tentando articular e trançar as produções.
Obra de Cibele Oliveira
Cibele Oliveira apresenta uma série de impressões sobre poliestireno a partir de sua arte digital, que tem início ora da apropriação e modificação de imagens da internet, ora de suas fotografias, ora das sugestões e soluções que softwares de edição de imagem propõe. Seus trabalhos decorrem de fragmentação, filtros, colagens, superposições dessas imagens iniciais. Suas imagens finais tencionam problemáticas urbanas e dos indivíduos ao propor distensões entre o mundo virtual e o real, a construção identitária a partir das selfies, aproximações e distâncias entre indivíduos, dentre outras.
Obra de Françoise Valéry
Françoise Valéry apresenta suas pesquisas relacionadas a produção em aquarela e ao campo da artesania. Seus trabalhos mesclam referências da factura líquida da aquarela aos meios de produção de papéis marmorizados, técnica muito utilizada para a feitura de contra guardas de livros, mas que toma novo sentido no fazer da artista. A artista fragmenta essas imagens líquidas, de fluxos, e estabelece novas configurações. Ora parte de planos brancos e instala seus fluxos fragmentados; ora parte de um fluxo gerando um contra-fluxo. As imagens são somas desses fluxos que ocorrem em seus trabalhos entre aproximação e distanciamento das obras. O que importa nesse movimento, para Françoise, é estabelecer oposições, contrariedades entre o sólido e o fluido; entre a ordem e a desordem; entre o mecânico e o orgânico.
Ambas criam imagens sobre o embate de um mundo líquido em um momento de rigidez política, de recrudescimento das diferenças entre o que é sólido e o que é líquido em nossa sociedade.


Serviço: Exposição coletiva M E T A M O R F O S E U R B A N A E M T E M P O S L Í Q U I D O S de Cibele Oliveira e Françoise Valéry com curadoria de Artur Souza

ABERTURA 30 de março de 2017, às 19h Visitação 31 de março a 20 de abril de 2017 (segunda a sexta-feira, 9h as 17h) Galeria Conviv´Art Núcleo de Arte e Cultura – NAC Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN Endereço: Centro de Convivência Djalma Marinho Av. Senador Salgado Filho, 3000, Lagoa Nova Natal-RN
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...