quarta-feira, 25 de março de 2015

Cartuns pela vitória: os curiosos desenhos animados da Segunda Guerra Mundial

Golden Age of Cartoons: Cartoons for Victory
Por Marcus Ramone - UHQ
A década de 1940 talvez tenha sido o período mais prolífico da história da animação, nos Estados Unidos e na Europa. E não é de se estranhar, pois, assim como os quadrinhos, os desenhos animados eram verdadeiras armas usadas na Segunda Guerra Mundial. Tantos os países do Eixo quanto os dos Aliados se valeram desse meio para divulgar seus ideais e arregimentar partidários.
More Cartoons for Victory

As produções mais conhecidas com o tema são as da Disney, como A face do Fuhrer (1943), estrelada pelo Pato Donald e ganhadora de um Oscar. Mas muitos outros estúdios puseram seus personagens na luta pela liberdade ou pelo imperialismo.
E para o deleite dos fãs de animações antigas, uma série de coletâneas com as melhores animações daquela época foi lançada nos EUA, em 2006, e continua em catálogo.
Golden Age of Cartoons: Cartoons for Victory, organizada em dois DVDs por Steve Stanchfield, oferece às novas gerações a oportunidade de enxergar os dois lados da guerra, por intermédio de desenhos animados dos Estados Unidos, da União Soviética, Tchecoslováquia, Alemanha, do Reino Unido e de outros países. A coletânea reúne uma constelação de vários ícones da animação, como Chuck Jones, Jiri Trnka, Hans Fischerkoesen e muitos outros.
Dentre as dezenas de produções da compilação, destacam-se Any Bonds Today? (1942), da Warner Bros., na qual Pernalonga, Gaguinho e Hortelino encorajam os norte-americanos a contribuir, monetariamente falando, com as forças armadas dos EUA; e Der Schneeman (1943), do alemão Hans Fisherkoesen, que durante algum tempo foi obrigado a fazer curtas-metragens com propaganda nazista, mas, neste caso específico, rebelou-se e produziu uma obra leve, com mensagens otimistas e ausente de qualquer conteúdo político, sob o disfarce de referências visuais do nazismo.
Mas é Nimbus Libéré (1943), outra produção alemã, que chama mais atenção. Ali, uma espécie de psicologia reversa é utilizada para mostrar os EUA bombardeando a França sob alegação de “libertá-la”. Dessa forma, Pato Donald, Mickey Mouse, Pateta, Gato Félix e até Popeye aparecem fazendo as vezes de soldados sanguinários que matam civis inocentes. As cenas são chocantes e abalam qualquer fã desses personagens.
Ambos os volumes de Golden Age of Cartoons: Cartoons for Victory têm 145 minutos de duração e estão à venda no site da Amazon.
Para saber mais sobre os desenhos animados e os quadrinhos no maior conflito bélico da história da humanidade, leia a matéria Quando Patópolis foi à guerra, publicado pelo Universo HQ em 2007.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...