sábado, 4 de agosto de 2012

Frakkin´ Toasters – parte 2

Por Milena Azevedo - GHQ

Dando continuidade aos episódios das primeiras missões do Comandante William Adama a bordo da Battlestar Galactica, o segundo volume de Season Zero (págs. 152, colorida, U$ 19,90) apresenta os skin jobs (oito modelos cylons de última geração, com aparência humana, criados pelos Final Five), revelando seus planos para a extinção dos seres humanos.
Tudo começa quando o Agente Levin, ao ser interrogado por Adama, revela que recebeu ordens do Almirante Rohner para tomar a Galactica, conforme foi visto no volume anterior.
Para tirar a história a limpo, Bill Adama vai à colônia de Picon, interrompe uma reunião do almirantado e expõe Rohner, que por sua vez zomba dele e exige provas mais contundentes. Uma audiência, então, é marcada para que Adama explique com mais detalhes aquela acusação.
Na audiência, Rohner inverte os papéis, acusando Adama de insubordinação e de passar a mão na cabeça de seus pilotos, tão insubordinados quanto ele, principalmente a Tenente Kara “Starbuck” Thrace.
Adama não deixa barato e informa saber sobre a ordem dada ao Almirante DiMarco para exterminar um assentamento pacífico de dissidentes que foram morar no Espaço Neutro.
Virando o jogo mais uma vez, Rohner lembra que Adama foi o responsável por trazer de volta às colônias o ativista Byron Dane, o qual está conclamando o povo de todas as colônias a se rebelar contra a corrupção vigente entre as autoridades governantes, nas esferas política e militar.
Byron Dane, por sinal, está sendo observado de perto pelos skin jobs, pois pode ser o elemento perfeito para viabilizar o plano da derrocada dos seres humanos, estimulando uma revolta entre os membros da espécie.
D’Anna, a skin job número três, já infiltrada entre a cúpula militar, decodifica os arquivos confidenciais e descobre sobre a criação de um vírus para acabar com os modelos skin jobs. De posse dessa informação, ela reformula o plano original, mas um racha interno pode colocar tudo a perder.
Embora uma facção dos militares queira calar Byron Dane a todo custo, é ordenada a Bill Adama a escolta do mesmo.
Sob a ameaça de ser desmascarado por Adama, o Almirante Rohner envia à Galactica um espião para sabotar a espaçonave, que também sofre a invasão dos skin jobs, loucos para ter Dane sob seu poder.
O roteirista Brandon Jerwa burilou seu trabalho, expondo de maneira gradual os planos do grupo liderado por Rohner, o qual sabia da existência dos skin jobs, e a ameaça que aquelas máquinas pensantes representavam para a humanidade. E moldar a vingança dos skin jobs como uma resposta à ação combativa dos militares foi um baita acerto.
Essas histórias também enfatizam a personalidade forte e combativa de Bill Adama, em diálogos tão marcantes quanto os do seriado.
Os pontos negativos foram o descuido do letrista Simon Bowland, que trocou o posicionamento de alguns balões, e a arte irregular, haja vista o desenhista Jackson Herbert tê-la dividido com Charles Carvalho e Chris Bolson.
Este encadernado ainda traz as capas originais e as alternativas das edições # 7 a # 12.
(Resenha publicada no Universo HQ)
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...