domingo, 18 de outubro de 2015

EM TEMPO REAL: A V FLIQ FOI SHOW! NOVOS CAMINHOS E DESAFIOS RUMO A 2016.

Na noite de hoje chegou ao fim a V Feira de Livros e Quadrinhos de Natal -FliQ   com um saldo pra lá de positivo. Lógico que nem  tudo foram flores, mas houve mais Cravos que Espinhos, neste novo jardim.
Na nossa humilde opinião a mudança de ares, a decisão de sair da CIENTEC e partir para um voo solo na Cidade da Criança, foi ao nosso ver o maior acerto.

É certo que alguns detratores vão  apontar apenas os empecilhos. A começar pelo acesso ao local, sobretudo para a galera que  não possui uma condução própria.
É vero! Concordo em número. gênero e Degrau. Mas isso pode ser facilmente resolvido 
já na próxima edição do evento, solicitando que algumas Linhas façam um percurso alternativo durante o evento ou pelo menos no Fim de Semana. A galera da Zona Norte de Natal foi sem dúvida alguma a maior penalizada, nesse sentido.
Mas vamos deixar o ceticismo de lado e focar nas POTENCIALIDADES da nova FLIQ.
Primeiro: passamos a ter uma ideia real de público do evento. Dizer que cerca de 90 mil pessoas estiveram em uma edição anterior da FLIQ, é muita forçação de barra. Esse número pode até ter sido real, mas certamente da galera que circulou pela CIENTEC como um todo. Se isso fosse 100%  verdade, sem dúvida, isso seria revertido em vendas, não acham?
Mas enfim, houve um fluxo muito bom de pessoas e até  uma presença menor de escolas - pelo menos no período em que estive presente (vespertino-noturno). 
E de posse desses dados, agora a organização poderá ter um termômetro mais confiável de quais são os horários mais atrativos e planejar em cima disso.
Segundo: abriu no final de semana.  Caramba! É no fnal de semana que as pessoas estão  livres, leves e soltas. E este foi o diferencial que certamente  fará toda a diferença se o evento se firmar neste formato e local. Famílias estiveram na Cidade da Criança não apenas pelo fato de estar rolando a FLIQ, mas estiveram no evento por ele estar rolando lá. Bingo! Esse era um grande desejo da galera dos estandes a muito tempo.
Terceiro: tem cheque livro? Tem, sim senhor! O cheque livro retornou e com ELE as possibilidades de grandes vendas. Tá certo que nem todo mundo estava habilitado para esse benefício, mas que isso movimentou as vendas, é um fato! Esperamos que nas próximas edições  exista menos burocracia e mais autores independentes possam sor contemplados com esse recurso.
Quarto: tudo ao mesmo tempo agora! Oficinas e Palestras simultâneas ocorreram não apenas no setor de Livros e Afins, mas no de quadrinhos, também. Algo inédito e improvável de ocorrer no formato anterior. 
Como novidades, houve um espaço próprio para os Games - disputadíssimo pela galera jovem - e para novos parceiros, como o SENAC, por exemplo.
O grande problema neste quesito foi a falta de Suporte na divulgação do que estava rolando em cada momento e espaço. O serviço de som ficou a desejar nesse item, infelizmente. O que afetou diretamente algumas Palestras e Mesas-redondas que ficaram vazias. Com raras exceções, como as  matinais que contaram com um público específico - turmas de algumas escolas visitantes. Compare:
Cinco:a paisagem!Quem disse que o local não interfere nas vendas? Quanto tempo você permanece em um lugar barulhento e desorganizado?
É só recordar do sufoco do CORREDORZÃO da CIENTEC, principalmente no período da noite. Havia mais barulho e amontoado de gente do que pessoas consumindo. A beleza da Cidade da Criança revitalizada, limpa e ampla, contam e muito em favor do sucesso e crescimento da nova FLIQ.
Enfim, a nossa listinha poderia até ser mais extensa, mas creio que ela já contempla os maiores acertos desse recomeço da FLIQ, agora na Cidade da Criança.
Para encerrar, eu diria que este ano o evento esteve mais clean, mais enxuto, sem tantas atrações mega-ultra-badaladas. Mas encaro isso também como algo muito positivo, pois deu mais oportunidade para as pratas da casa. Só faltou, além da oportunidade, dar também melhores condições pra galera daqui ir prestigiar, ser prestigiada e divulgada em condições de igualdade com as atrações convidadas. Mas creio que isso ocorrerá com o tempo. O "Q" de Quadrinhos da Fliq, dessa vez, esteve um pouquinho mais Maiúsculo e esperamos que num futuro vindouro ele possa estar em pé de igualdade com os seus outros pares, afinal o nome do evento é Feira de Livros e QUADRINHOS de Natal.

Mais o saldo final, foi boooom! Muito, mesmo! Eu curti e acredito que boa parte dos Expositores do setor de quadrinhos também. E essa nova Fliq deve ser encarada como um reboot da franquia ou como disse o Marcos Guerra (K-Ótica): "foi uma Fliq, begins"! Que assim, seja!

Confiram mais fotos do evento AQUI na página dos organizadores.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...