quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

DEI VALÔ: ROCKET GIRL V.1

ROCKET GIRL v.1 (#1 -5)
IMAGE COMICS – de outubro de 2013 aos dias atuais.

Bom pra caramba! Uma história que envolve o leitor do início ao fim e que nos deixa contagiados pelo perverso vírus do “quero mais!”, assim é o Volume 1 do título Rocket Girl da IMAGE COMICS.
A história tem muito do frescor dos quadrinhos década de 1980, aos quais eu lia na minha infância-adolescência – saudade. Uma HQ muito bela de se ver e, o principal, muito boa de ser ler –  com um roteiro consistente, cativante e divertido.

Sobre a série: A protagonista é a destemida jovem DaYoung Johansson, uma policial adolescente  de uma NY futurística do longínquo ano de 2013 que se vê obrigada a retorna no tempo ao ano de 1986 para investigar as atividades criminosas realizadas pela megacorporação Quintum Mechanics que foram determinantes para forjar a sociedade de sua realidade temporal.
 Apesar das abordagens sobre viagens temporais estarem longe de serem inéditas no universo dos quadrinhos, Rocket Girl consegue introduzir com muita coerência e bom humor, novas possibilidades narrativas  e criativas ao gênero. A narrativa visual da série, particularmente, é o seu forte, com cortes temporais em cada fechamento de edição, que ao invés de remeterem o leitor aos já manjados flashbacks, mostram eventos paralelos que se desenrolam entre os dois cortes temporais (1986-2013) simultaneamente. Uia!

O mérito para essa proeza fica a cargo da dupla Brandon Montclare (Halloween Eve) e Amy Reeder (Batwoman, Madame Xanadu). O primeiro, competentemente assina o texto da série, enquanto a segunda é a responsável pelo traço jovial, elegante e divertido que marcam o título. Reeder dá um show à parte e em vários momentos nos brinda com primorosas - e ora hilárias - expressões fisionômicas e corpóreas de nossa protagonista e de seus coadjuvantes. Muito massa!

O volume 1 compreende as edições de 1 ao 5 de Rocket Girl e embora fechem um arco várias pontas são deixadas em aberto mostrando que a série ainda tem muito gás para ser queimado. Ficamos na torcida que esse excelente material possa num futuro não tão-tão distante vir a interessar a alguma editora nacional, e assim, viabilizar o seu tele transporte para as prateleiras brasileiras.

NOSSA AVALIAÇÃO: 
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...