quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

O Fator Fan Service Nos Personagens Masculinos de Super-Heróis



Você sabe o que é fan service? É quando o autor de um quadrinho coloca um personagem em uma situação em que as partes do seu corpo ficam mais à mostra, prestando um “serviço” aos fãs. Hoje vamos falar sobre como isso começou a afetar os personagens masculinos dos quadrinhos de super-heróis.

Não tem como negar que o fan service vem sendo usado há muito tempo no caso de personagens femininas dos quadrinhos de heróis. Bons exemplos de muito tempo atrás são a Tempestade dos X-Men, nua em meio a um temporal, ou nadando sem roupas na piscina da Mansão Xavier. Também temos o exemplo de Estelar, do Novos Titãs, que, ao não compreender muito a nossa cultura, usa vestes mínimas. E claro, as bad girls dos anos 90, como por exemplo Witchblade, criação de Marc Silvestri, que tinha um artefato místico que mal cobria suas partes pudendas.
Com o passar dos anos, esse fato de “descobrir” o corpo feminino foi se tornando condenável e personagens como a Safira Estrela e a Mulher-Aranha acabaram ganhando uniformes mais condizentes. Entretanto, como uma onda reversa, nos dias atuais os homens das revistas de super-heróis começaram a passar a ser entendidos também como objeto de desejo de leitores e leitoras e – apesar de seus uniformes colantes já serem coladinhos o suficiente – aparecer nus em suas histórias e revistas, como uma espécie de serviço para agradar fãs mulheres e gays.
Muito dessa “descoberta” por parte das editoras vêm do fato que os fãs desenhistas dessas publicações vêm produzindo material sensual e erótico com esses personagens. (você pode conferir aqui aqui) . Muitas vezes eles shippam personagens – da palavra “friendship”, forma casais – entre personagens homens dos quadrinhos de heróis. E isso não agrada somente a homens gays. Mulheres são grandes consumidoras desse tipo de material. As “chans”, que curtem yaoi – uma espécie de quadrinho erótico japonês voltado para meninas que curtem homens se pegando. Além disso é usada a regra 34 da internet que diz que “se alguma coisa existe haverá pornô sobre ela”, rememorando o tempo dos Catecismos e das Tijuanas Bibles (comentadas neste artigo).
Alguns atores do filmes de Vingadores, como Chris Evans (Capitão América) e Robert Downey Jr. (Homem de Ferro) Já foram confrontados em programas de auditório com suas versões fanart fazendo sexo. O mesmo aconteceu com Michael Fassbender (Magneto) e James McAvoy (Professor X), dos filmes dos X-Men.
BEEgambitnude
A “jogada” do Gambit.
Ao reparar isso, a editoras ficaram sabendo que sim, seu público não quer consumir apenas heroínas saradas peitudas e boazudas, mas também quer alguns “beef cakes” – “pedaços de carne” – masculinos. É o caso hoje em dia de personagens como o Gavião Arqueiro e Hercules da Marvel. O novo visual de Hercules inclui até o famigerado coque samurai. Mas na Marvel nenhum personagem rendeu tanto fan service quanto Gambit na revista do Novíssimo X-Factor, principalmente em uma história que envolve gatos.
Já no lado da DC temos o caso da dupla Grayson (o primeiro Robin) e Meia-Noite (a versão gay do Batman), que além de servirem como beef cake nas suas revistas, acabaram causando frisson no mundo feminino que curte quadrinhos e no meio gay por, em uma história – compartilharem de uma sessão de sauna. Vale ressaltar que a DC escolheu bem o desenhista para as histórias de Grayson: o espanhol Mikel Janín, que faz homens lin´disimo, não apenas de corpo, mas de rosto. Até Constantine parece um gentleman nos seus desenhos da Liga da Justiça Dark.
BEEdream
Só resta imaginar…
O fato é que durante anos, assim como Tempestade e Estelar, Dick Grayson, o Asa Noturna, permaneceu como um símbolo sexual para os gays, que não tinham nem voz nem vez nos quadrinhos. Sonhar com um relacionamento gay entre Batman e Robin era só o que lhes restava. Hoje em dia isso é possível. Mesmo que sejam só flertes de Meia-Noite para com Grayson na sauna. Ou seja, se pode haver uma política de fan service para que os homens heteros se deleitem, porque não o contrário? Sinais da evolução do público e da indústria de quadrinho de super-heróis, que apenas vai na onda daquilo que pode lhe render mais dinheiro.
BEEgaryson
Góticos Suados na Linha Banheirão
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...