sábado, 1 de setembro de 2012

Razorjack

Por Nuno Amado - Leituras de BD

O inglês de Liverpool John Higgins, é um profícuo artista bem conhecido no mercado anglo-saxónico. Quem for mais atento reparou que este homem foi o colorista de obras como Watchman e Killing Joke de Alan Moore. Mas não se fica por aqui... a lista é enorme! Como desenhador, ou colorista e mesmo argumentista trabalhou durante 26 anos em Judge Dredd, passou pela Marvel em títulos "What If...", Scarlet Witch, na DC em Batman e Hellblazer, e depois tem a sua arte espalhada por Dr Who, Batllestar Galactica, Grailquest, Joe Black, etc, etc, etc...Razorjack foi uma aposta sua em 2001, compilada em TPB em 2009. Foi uma edição de autor criando para isso o selo Jack Publishing (o TPB foi publicado pela Com.X).
Nesta obra saudada por grandes autores da BD como Warren Ellis, Garth Ennis e Mike Carey; Higgins dá rédea solta à sua imaginação, e Razorjack acaba por ser uma obra bem conseguida. Sim, porque quando Warren Ellis diz que Razorjack é uma obra inovadora... acho que está tudo dito!

A história é contada de maneira a agarrar o leitor logo de início. Por vezes complica um pouco, visto que existem duas histórias paralelas, que se vão tocando aqui e ali. Não se pode dizer que seja uma história de terror, embora alguns estigmas de Lovecraft estejam presentes! Como o próprio autor diz:

“…I had a story I wanted to tell, a story that no one else could tell, it was a John Higgins story. It’s not profound, it won’t make you look at the world around you in a different way and it will never win the Nobel Prize for literature. It would be nice to be nominated. But anyway, it is just a horror story populated by weird creatures, with colorful art and nice designs. It kept me entertained writing, drawing and colouring it on and off for around ten years. I hope you get at least a couple of hours enjoyment from it and if you do, tell your friends and even tell me.”

Mr. Higgins disse tudo, e eu confirmo: é entretenimento!
A parte mais forte do livro é a arte. Tem um cheiro a anos 80, mas ao mesmo tempo inovadora. Outra particularidade é a falta de censura nalgumas cenas (aplauso).

Numa dimensão alternativa (Twist Loop) Razorjack é uma raínha maléfica que domina pela violência usando criaturas sanguinárias para os seus propósitos. Ela procura um Nexus de maneira a poder invadir a nossa dimensão... três jovens entram numa brincadeira que lhes vai custar caro, ao fazerem uma espécie de sessão "espírita". Abrem caminho ao domínio de um deles pela Razorjack... Depois temos várias envolvências dentro de uma sociedade decadente, polícias corruptos e umas pitadas de feitiçaria e possessão espírita!
Que é que se pode querer mais?
:D

Gostei, não é uma obra prima mas é uma obra honesta com bastante qualidade e originalidade, tanto visualmente como narrativamente.

Boas leituras

TPB
Criado por: John Higgins
Editado em 2009 por Com.X


Retirado do blog Leituras de BD http://bongop-leituras-bd.blogspot.com/2012/08/razorjack.html#ixzz24tCkaAqI
Boas Leituras 
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...