terça-feira, 13 de janeiro de 2015

"Não sou Charlie"

A página “Je ne suis pas Charlie” no Facebook recebeu mais de 21 mil curtidas em poucos dias. Segundo matéria da BBC, franceses muçulmanos são a maioria entre os que curtiram a página e não apóiam a violência. “A grande maioria não tem nenhuma relação com Kouachis e Coulibaly. Mas eles também deixam claro que não participarão de nenhum movimento nacional que apoie aqueles que insultaram o profeta Maomé.” E completa a BBC: “Eles expressam revolta ao que vêem como dois pesos e duas medidas. Por que tanto barulho sobre os 17 mortos, quando milhares de pessoas morreram em Gaza e na Síria? Por que está tudo bem quando a Charlie Hebdo zomba o Islã e o polêmico comediante Dieudonne M'Bala M'Bala é processado por ridicularizar os judeus?”

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...