quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Calvin, o sábio

Por Ficção HQ
Fiz uma pequena seleção de frases genais do Calvin. Retirei de alguns dos encadernados do Calvin e Haroldo, então existem várias que ficaram de fora porque eu não conheço. Além disso, para o post não ficar excessivamente longo, tive que cortar várias. Sei que as tirinhas de Watterson estão bem voltadas para o humor, mas aqui quero evidenciar o lado mais sábio do personagem. Então aí vai algumas das frases mais inteligentes e interessantes - na minha opinião - que esse pirralho já falou:

- No princípio, não havia nada... e, então, havia Calvin!

- Caro futuro Calvin, eu escrevi esta carta alguns dias antes de você recebê-la. Você fez coisas que eu não fiz. Viu coisas que eu não vi. Sabe coisas que eu não sei. Seu sortudo de uma figa! Seu camarada, Calvin.

- Olhe todas aquelas estrelas! O universo se estende pelo infinito afora! Faz a gente se perguntar por que o homem se considera assim tão importante. É por isso que ficamos dentro de casa, com nossos aparelhos.

- Fui programado com sucesso para obedecer a todas as suas diretrizes. Não tenho vontade própria... própria... própria...

- Grande parte da vida é uma rotina chata. Preciso de mais emoção. (...) Naturalmente, grande parte da vida são surpresas horripilantes. A rotina pode ser reconfortante.

- É difícil ficar bravo com alguém que sente saudades suas enquanto você dorme.

- Ei, formiga, você está trabalhando feito uma maníaca, e o que é que ganha com isso? O que a colônia tem feito por você ultimamente? E os seus sonhos?

- Meu pai enche a minha paciência com os valores dele, por isso eu encho a dele com os meus.

- Se as pessoas pudessem prender arco-íris em zoológicos, elas o fariam.

- Hostilidade vende.

- Se ninguém te obriga, conta como diversão.

- Como uma coisa pode parecer tão plausível na hora e tão idiota olhando em retrospecto?

- Já reparou que as pessoas sempre tentam fazer duas coisas ao mesmo tempo? Falam ao telefone enquanto dirigem, veem TV enquanto comem, ouvem música enquanto trabalham... Nunca se concentram em aproveitar bem uma coisa ou fazê-la bem feito.

- Está uma tarde linda! Eu não vou desperdiçá-la fazendo trabalhos ridículos para a escola!

- Eu digo que, se a vida te dá um limão, jogue de volta na hora e ainda atire mais alguns por sua conta.

- Como se os adultos tivessem fazendo um excelente trabalho.

- Ninguém me pergunta como é que as coisas deveriam ser. Eu tenho um montão de ideias!

- Eu sou mais uma criança consumidora dos recursos naturais em um país superpovoado, educada em larga e assustadora medida, pela publicidade e por Hollywood, a postos, juntamente com meus companheiros cínicos e alienados, para controlar o mundo quando você estiver velho e fraco.

- Está sugerindo que este aparelho não me irritou de forma premeditada?

- Ah, a arrogância da juventude! Aos três anos, eu achava que sabia tudo.

- É estranho. Sei que sou eu, mas não sinto nenhuma ligação com esta imagem. Tudo está tão diferente agora. Não é estranho que o passado de alguém possa parecer tão irreal? Parece que estou olhando a foto de outra pessoa.

- A curto prazo, o que me deixaria feliz seria brincar lá fora. A longo prazo, eu ficaria feliz se fosse bem na escola e fosse bem-sucedido. Mas em muito longo prazo eu sei as experiências que renderão as melhores lembranças.

- Às vezes acho que aprendo mais quando não vou à escola.

- Há uma relação inversa entre o quanto algo faz bem pra você e o quanto é divertido.

- Confiar nos pais pode ser prejudicial à saúde.

- Se você já acha que seu problema é horrível, adicione um pouco de culpa e veja o que acontece!

- Eu sempre me esqueço. Se você consulta uma mãe, ela sempre imagina o pior.

- Quer me ajudar a testar a teoria da relatividade? A ideia é simples: quanto mais rápido a gente for, mais devagar o tempo passa. (...) Bom, parece que o Einstein é uma fraude, não acha?

- Tem sempre alguém te dizendo o que fazer ou o que não fazer.

- Você acredita que nosso destino é determinado pelas estrelas? (...) Ah, eu acredito. (...) A vida é bem mais divertida quando você não é responsável pelos seus atos.

- Sabe, às vezes parece que as coisas passam rápido demais. Nós estamos tão ocupados nos preocupando com o que está por vir que não paramos para aproveitar o momento em que estamos. Os dias passam quase despercebidos por nós. A vida se torna um borrão. Muitas vezes é preciso uma tragédia para nos fazer viver no presente. Então, de repente, nós acordamos e enxergamos todos os erros que cometemos, mas é tarde demais para mudar.


- Você já se perguntou alguma vez se a pessoa na poça (de água) é real e você é só o reflexo dela?

- Você acha que os adultos vão ter arrumado o planeta até o dia de passar ele pra gente?

- Você tem lido os jornais? Os adultos estão realmente transformando o mundo num caos. Chuva ácida, lixo tóxico, buracos na camada de ozônio, esgoto nos oceanos e não para por aí! O único lado bom de tudo isso é que vai chegar uma hora em que não irá restar um único pedaço do planeta pelo qual valerá a pena guerrear.

- Certamente, todos somos parte de uma criação maior. Nem mais nem menos importantes do que qualquer coisa no universo. Certamente tudo se encaixa e tem um propósito, uma razão para existir.

- É, Marte pode ser meio monótono, mas é melhor que a Terra. Temos um planeta inteiro pra nós. Novinho e intacto. Nada de poluição, nem de pessoas.

- Nós temos que consertar nosso próprio planeta, antes de sair por aí mexendo no planeta dos outros.

- Eu acho que as pessoas se preocupam demais com coisas pequenas. Tudo o que conseguem com isso é ficar infelizes. Por que ganhar uma úlcera se atormentando com coisas que não importam de verdade?

- Eu sempre me esqueço que regras são só para pessoas pequenas e civilizadas.

- Sabe, pai, logo, logo vou crescer. Um dia você vai se perguntar para onde foram todos esses anos.

- Olha, outra latinha jogada no chão. Puxa vida, isso me deixa furioso! Caramba, quando as pessoas não estão enterrando lixo tóxico ou testando armas nucleares, elas estão emporcalhando tudo!

- Dizem que os poluentes que lançamos no ar irão reter o calor do sol e derreter as calotas polares! Claro que você já vai ter batido as botas, mas eu não. Que belo planeta vocês estão deixando para mim, hein?

- Relaxa, pai. É só uma bola na calha. Eu não estou roubando dinheiro nem matando alguém, né? Você não está feliz que eu não seja um ladrão ou assassino?

- O tempo não para quando seu relógio para?

- Vou para a escola, mas nunca aprendo o que quero saber.

- E se a mamãe e o papai não me aceitarem de volta porque rompi relações com eles? E se eles disserem que não posso voltar à família? Eles têm que me aceitar de volta! Eu sou o idiota do filho deles, certo? Certo! ...sendo “idiota” a palavra-chave.

- As garotas são como lesmas. Elas devem ter alguma utilidade, mas é difícil saber qual.

- O Moe fica me batendo sem motivo na escola. Ele é malvado só por diversão. Ainda bem que você é um animal. Os animais fazem muito mais sentido do que as pessoas.

- Essa história toda de Papai Noel não faz sentido. Por que todo o segredo? Por que todo o mistério? Se o cara existe, por que ele não aparece e prova de uma vez? E se ele não existe, qual o sentido disso tudo? (...) Eu tenho as mesmas dúvidas sobre Deus.


- Querido Papai Noel, antes de submeter minha vida à sua inspeção moral, eu quero saber quem fez de você o senhor do meu destino?

- Essa história de Papai Noel me incomoda... principalmente porque ele é júri e juiz. Quem nomeou o papai Noel? Como a gente sabe que ele é imparcial? Que critérios ele usa para determinar o que é bom e o que é mau?

- Todos nós queremos um sentido para nossa vida. Buscamos isso em tudo que fazemos. Mas suponha que não exista sentido! Que a vida é absurda por definição.

- Puxa, Haroldo, e se eu não ganhar presentes esse ano porque duvidei da existência do Papai Noel?

- Bom, decidi que acredito em Papai Noel, não importa quão absurdo isso pareça. (...) Quero presentes. Quero muitos presentes. Para que arriscar tudo por uma mera questão de crença? Que se dane, eu acredito no que eles quiserem.

- Não é triste ver que as pessoas se agarram à vida tão precariamente que aceitam qualquer delírio absurdo em vez de encarar uma verdade sombria e ocasional?

- O que você acha que representa a verdadeira felicidade?

- Ninguém nunca me paga um centavo pelos meus pensamentos.




Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...