domingo, 21 de outubro de 2012

Ultimate Comics Spider-Man #16: Miles Morales SUPREMO!

Por Judão
Quando o Homem-Aranha foi criado, em 1962, um dos grandes diferenciais do personagem era que ele só tinha 15 anos. Um adolescente tentando ser herói em meio a um mundo dominado por super-heróis adultos e barbados, fora os vilões bem perigosos. Foi assim, meio que sem saber o que fazer com os poderes que tinha, que Peter Parker tentou se juntar ao Quarteto Fantástico em Amazing Spider-Man #1. Como você sabe, ele não foi aceito.
Ok, aquele Peter Parker cresceu, entrou para a faculdade, namorou, casou (ahn, quer dizer…) e seguiu a vida. Porém, na última década, tivemos um novo Peter Parker, o Ultimate, que praticamente nunca cresceu – até morrer, no ano passado. E uma das coisas mais bacanas nas 160 edições do gibi do personagem foi acompanhá-lo na tentativa de ser um herói – e de ser útil em mundo com caras como Capitão América, Thor, Homem de Ferro…
Com o novo Homem-Aranha Ultimate, Miles Morales, não é diferente. Ainda mais agora, que o Ultiverso está em uma grande crise por conta do crossover Divided We Fall/United We Stand. Os Estados Unidos estão se dividindo e os inimigos estão surgindo de todo o lado para atacar o país. Nesse contexto, em Ultimate Comics Spider-Man #16 (Marvel Comics, 17 páginas, US$ 3,99), Miles Morales se apresenta para o dever. Ele se apresenta para se alistar aos Supremos.
Yeah, você leu certo.
Mais uma vez Brian Michael Bendis chuta bundas com esta HQ. Afinal, ele captura da melhor maneira possível a reação do Capitão América ao receber Miles no Triskelion, a sede a S.H.I.E.L.D. O Aranha até tenta argumentar que ele pode ajudar Os Supremos, mas Steve Rogers age como um pai bravo, avisando que ali não é lugar para um garoto de 13 anos. Aliás, lá não é lugar para ninguém que não seja do governo, afinal o país está sob pesado ataque e aquela deve ser a construção mais fortemente protegida em todo o mundo. A chance de levar uma bala na fuça ~sem querer~ é grande. Ainda assim, a reação do Capitão tem outro motivo: ele não quer ver Miles morrer da mesma forma que o Peter.

Porém, Miles tem uma sorte incrível. Ou quase isso. Aproveitando o momento de fraqueza nacional, a HYDRA ataca o Triskelion no mesmo momento. Hora da ação, certo?
PQP, que ação! Meio que sem saber o que está fazendo, o novo Aranha age pela primeira vez como um GRANDE super-herói, dando socos, chutes, jogando teia, pulando, salvando o próprio Capitão… Tudo em cenas muito bem construídas.

Depois de chutar tantas bundas, Steve Rogers retira tudo o que disse… “Você conseguiu aquilo que quer. Você quer isso? Nós precisamos de você”. “Bem-vindo a’Os Supremos, garoto”, defini Tony Stark.
Dá até uma sensação de orgulho ao ver o Capitão América, agora PRESIDENTE dos Estados Unidos, falando isso pro Miles Morales. BOUA, GAROTO!
Ele só precisa, agora, organizar a agenda entre salvar os Estados Unidos com Os Supremos, ir pra escolar e ligar pra mamãe avisando que está tudo bem…
Troca de artista
Nesta edição, o roteirista Brian Michael Bendis contou com um novo companheiro na arte: Pepe Larraz, que tenta manter o mesmo estilo do David Marquez e da Sara Pichelli. Apesar do esforço, o trabalho não fica tão bom quanto aquele que estava sendo feito anteriormente. Uma pena. Uma edição tão importante merecia ter os traços da Sara ou do Marquez.
Na próxima edição, David Marquez estará de volta à arte, com a Sara Pichelli desenhando a capa.
Quem quiser adquirir Ultimate Comics Spider-Man #16 do Brasil pode comprar digitalmente via Marvel.com ou ComiXology. Atualmente, a Panini está trazendo o início das aventuras de Miles na revista mensal Ultimate Marvel.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...