segunda-feira, 6 de outubro de 2014

31 Salão Internacional de Humor do Piauí transformará Teresina na Capital do Riso

No período de 5 a 9 de novembro, sob a promoção da Fundação Nacional do Humor, será realizado, na Praça Ocílio Lago, Bairro Jockey Clube, em Teresina, o maior salão aberto de humor do mundo. Exposições de desenhos (caricaturas, charges, cartuns, quadrinhos), show musicais, peças teatrais, exibições de filmes, lançamentos de livros, artes circenses, mimicas, desfiles de moda, cursos, oficinas fazem parte da programação, aberta ao público, informa o presidente da entidade, jornalista Kenard Kruel.

O Salão de Humor começou em 1982 quando, na ainda provinciana Teresina, Kenard Kruel, José Elias Martins de Arêa Leão e Luiza Vitória Figueiredo (Sulica), ambos da Secretaria da Cultura / Fundação Cultural do Piauí tiveram a ideia de trazer para Teresina os maiores nomes do humor nacional e internacional. Começou com uma simples exposição com 100 cartuns, caricaturas e charges, mas a cidade inteira sorriu.
O evento soube crescer e se reinventar, tornando-se um festival de arte e cultura, com a participação de artistas do Piauí, do Brasil e do Exterior, que utiliza a linguagem do teatro, cinema, dança, circo, música, artes plásticas e gráficas, acrescentando-se o artesanato e a gastronomia.
O Salão de Humor do Piauí é o único evento internacional de arte e cultura do Estado. Realizado de forma ininterrupta ao longo de 30 anos, tem se reinventado a cada edição, pelos temas que aborda e pelas discussões que propõe.
O Salão Internacional do Humor tem 90% de suas atividades realizadas em espaços abertos. Por isso mesmo a sua marca registrada é a intensa participação popular. Suas estruturas montadas em locais públicos permitem a visitação 24 horas por dia.
Neste aspecto, possibilita ampla divulgação do Estado e consequentemente do Brasil, visto a participação expressiva de trabalhos de mais de 100 países, estando aí representados todos os continentes.
Quase todas as atividades do Salão Internacional do Humor são gratuitas e buscam atender, prioritariamente, estudantes de escolas públicas, principalmente nas atividades formativas como oficinas e cursos.
Sempre são disponibilizados transportes para alunos de escolas da zona rural, em parceria com a prefeitura local, para a formação de grupos de visitação ao evento, em três turnos, incluindo estudantes do ensino fundamental e médio, nos cinco dias de realização do evento.
Nos meios de divulgação da programação do evento, os patrocinadores e parceiros têm seus nomes vinculados às peças promocionais gráficas e eletrônicas, sob a chancela Realização. Também são citados verbalmente os apoios em entrevistas concedidas pela equipe coordenadora e artistas convidados. O evento cede espaço para realização de ações de marketing e inserção de logomarcas em todas as peças promocionais. Os apoiadores e patrocinadores têm seus nomes vinculados ao evento, nos meios de divulgação, pelo disposto no artigo 22 da lei n. 6.313/13, que diz que o projeto deve "fazer menção ao apoio institucional do Sistema de Incentivo Estadual à Cultura e da empresa incentivadora".
Um festival turístico de arte e cultura que conta com a participação de artistas do Piauí, do Brasil e do Exterior. Mas o Salão Internacional do Humor não é só isso: o turista presente poderá participar de palestras, debates, fóruns, seminários, discutindo temas culturais, artísticos, educacionais, econômicos e sociais, além de oficinas e workshops.
Pode-se afirmar que se trata de um evento com a missão de integrar a sociedade no universo da arte e da cultura erudito e popular.
Para Teresina já vieram os mais importantes cartunistas do Brasil e do mundo, entre eles: Angeli, Ares (Cuba), Agner, Borjalo, Biratan Porto, Clériston, os irmãos Caruso (Paulo e Chico), Cláudio Oliveira, Carlos Amorim, Cláudio Paiva, Duayer,  Dil Márcio, Érico Junqueira, Edgar Vasques, Glauco, Ykenga, Jayme Leão, Jaguar, Jorge de Salles, Jô Oliveira, Lailson, Laerte, Lapi, Lor, Lan, Mendez, Mino, Millôr Fernandes, Mariano, Márcia Braga (Z), Nani, Otto, Reinaldo, Sinfrônio, Solda, Zé Andrade, Ziraldo, Zélio Alves Pinto

Fundação Nacional do Humor

Em 27 de agosto de 1991, 42 representantes do humor brasileiro, se reuniram e criam a Fundação Nacional do Humor. Nesse mesmo ano se instalaram, de maneira mansa e pacífica, no prédio localizado na Praça Ocílio Lago, na Rua das Orquídeas. Antiga sede campestre do Clube dos Diários. E nele a entidade funcionada já há 23 anos.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...