segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Pinóquio

Por IHQ
Um boneco de metal criado pelo “inventor certificado” Gepeto para fins bélicos é primeiro usado como empregado por Svetlana, esposa do “benevolente cientista” e depois… bem…, depois ela usa o comprido nariz de Pinóquio para se divertir um pouco sexualmente!
Achou diferente da versão da fábula italiana de Pinóquio de 1883 escrita por Carlo Collodi que você conhecia? Exato, e nem se espante mais, ou melhor, se espante sim, pois depois de ler a graphic novel “Pinóquio” publicado no mês de agosto pela Globo Livros Graphic, as histórias de contos de fadas infantis nunca mais serão as mesmas.
A graphic novel é uma criação de Winshluss – pseudônimo de Vincent Paronnaud – premiado codiretor do longa de animaçãoe Persépolis,que por meio de mescla de técnicas como grafite, caricatura e da tira de jornal, traz as andanças do boneco pelo mundo,ora trabalhando na fábrica de brinquedos de Stromboli, sua viagem até a ilha encantada, até se reecontrar com Gepeto dentro da barriga de um gigantesco peixe mutante.

Uma das qualidades da obra, e aqui colocamos até um destaque para a Globo Livros que teve coragem em publicar o álbum correndo o risco de algum leitor mais conservador confundir a proposta do autor e sair dizendo por aí que a história que “subverter” os valores do conto original, é que assumidamente o Pinóquio de Winshluss não é para crianças. Essa postura se identifica logo na apresentação: “a história a seguir é uma adaptação bastante livre do romance de Carlo Collodi”.
Crime, sangue, sexo e muita violência. Tudo com o traço estupendo de Winshluss. Essa releitura de Pinóquio é constantemente marcada por um humor macabro, que é decorrente de uma sequência de acontecimentos envolvendo situações que no início não tem nenhuma conexão, mas que com o desenrolar da leitura vão se conectando, que nos faz refletir como o autor já tinha tudo estruturado em sua cabeça antes mesmo de começar a história. No final, Winshluss amarra toda a narrativa e não deixa pontas soltas, o que gera uma tremenda satisfação ao leitor.
Nesse conto de fadas que se passa em um mundo egoísta, cínico, cruel e sanguinolento tem espaço até para o Grilo Falante, que aqui assume o papel de Jimmy Barata, que sonha ser escritor, mas passa seu tempo bebendo, vagabundeando e reclamando da vida. Suas aparições dão o contraponto à obra, que durante as passagens de Pinóquio quase não tem texto. Entre os capítulos da história, Jimmy Barata, que mora na cabeça do autômato de guerra de metal, provocando um curto-circuito que muda o jeito de ser do boneco, é verborrágico e destila a sua crítica que pode ser muito bem direcionada a sociedade e a hipocrisia presente nas histórias que pretendem impor a moral e bons costumes.
E falando em moral e bons costumes, não foi só Pinóquio que teve a sua reinterpretação dentro dessa visão de Winshluss. Outras personagens também estão presentes na graphic novel, como a Branca de Neve que está coma e mora com sete anões depravados, um inspetor da policia e sua cabeça (literalmente) de pedra, um casal que perdeu o filho e uma linda surfista loira. E para a Branca de Neve o autor revela uma outra faceta da princesa no final da obra.
Com certeza Pinóquio é uma obra com uma qualidade ímpar. O ótimo acabamento editorial com capa dura, com detalhes em relevo e prata, papel de alta gramatura, impressão de qualidade e uma adaptação fiel da tipografia original, aliada a uma edição supercaprichada que contou com tradução supimpa de Carol Bensimon, só poderia resultar em um maravilhoso livro. Quando se tem um livro com essa qualidade o preço R$ 75,00 até que é justificado.
O único, porém é que na edição da Globo Livro Graphic faltou pelo menos um posfácio para falar de Winshluss. Vale lembrar que com Pinóquio, o autor ganhou o prêmio de melhor álbum no Festival International de la Bande Dessinée de 2009 em Angoulême (França). Fora isso, Pinóquio é o álbum de quadrinhos mais bonito que segurei nas mãos em 2012. Li quatro vezes. Estupendo!
Pinóquio
Editora: Globo Livros Graphics
Autor: Winshluss
Tradução: Carol Bensimon
192 páginas
21 x 29 cm
R$ 75,00
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...