sábado, 2 de agosto de 2014

6 momentos chocantes nas histórias em quadrinhos de super-heróis

Os quadrinhos são recheados de momentos em que precisamos aplicar a “suspensão de descrença” e entender que situações absurdas e impossíveis fazem parte do estilo dessa mídia. Porém, por mais que você esteja familiarizado com essas histórias, há certos eventos que são difíceis de aceitar, causando certa indignação nos leitores mais fiéis.
A lista a seguir traz alguns eventos de mau gosto no mundo dos super-heróis, em que eles agem completamente fora do personagem, tornando-se corruptos, homicidas ou pervertidos.

1. Batman homicida

Você já sabe a regra: o Batman não usa armas, o Batman não mata. Porém, na memória dos fãs de longa data do herói, essa é uma regra que já foi quebrada. Nos primeiros dois anos do Homem Morcego, ele não apenas usava uma arma de fogo para lutar contra vilões — e ocasionais vampiros —, mas os matava de formas variadas, fazendo comentários pouco heroicos em seguida.
A mudança dessa filosofia para o “não matar” veio quando seus criadores decidiram que seria melhor continuar aproveitando seus memoráveis vilões durante as histórias. Imagine como seria se livrar definitivamente de personagens como o Bane ou Coringa após meia dúzia de histórias.

2. Superman fazendo um filme pornográfico

Em uma história dos anos 80, o Superman e a heroína Grande Barda são controlados mentalmente por um vilão chamado Sleez. O personagem esquisitão então obriga ambos os poderosos paladinos a encenarem um filme pornográfico. Sim, o escoteiro azul fazendo sexo... Com uma mulher casada... E sendo filmado.
Ainda que o “Código das Revistas de Super-herói” tenha privado os leitores de cenas explícitas, o que os dois supostamente fizeram lá foi enviado pelo vilão Darkseid ao Senhor Milagre, marido da Big Barda. Na imagem acima, podemos ver sua reação de horror. Ambos foram salvos da situação quando Milagre descobriu onde eles estavam e intervindo.

3. Hábitos sexuais do Homem-Formiga

Quando o assunto é a vida sexual dos heróis, as histórias fazem os fãs de quadrinhos frequentemente cairem na risada. Certa vez, na revista Os Vingadores, uma página trouxe o Homem-Formiga, personagem da Marvel que pode mudar de tamanho, vindo da parte de baixo dos lençóis que cobriam sua mulher, a heroína Vespa.
A cena dá a entender que ele estava mexendo nas partes íntimas dela, e quando ela pede para que ele pare, o herói surge aumentando de tamanho entre seus seios. A Marvel confirmou oficialmente que o Homem-Formiga usa seus poderes para se transformar em um brinquedo sexual e satisfazer sua parceira.

4. O Justiceiro torna-se um anjo

Ao longo dos anos, parecia incerto se o anti-herói Frank Castle viria a morrer, como virou moda entre os personagens da Marvel e DC Comics. Finalmente acontece, mas o dito-cujo é tão linha dura que a morte não o manteve fora do jogo.
Em vez disso, ele foi transformado em um anjo vingador, enviado pelos Céus para destruir demônios na Terra — algo que é inconcebível tanto para os leitores da Bíblia quanto para os leitores do Justiceiro. Ele foi, após um tempo, devolvido vivo à Terra, como punição por não fazer seu trabalho de forma adequada.

5. Lanterna Verde se transforma em um genocida

A saga “A Morte do Superman” foi uma história de grande repercussão que gerou diversas consequências no universo da DC durante os anos 90. Uma delas foi a aniquilação de Coast City, cidade natal de Hal Jordan, o mais famoso membro da Tropa dos Lanternas Verdes nos quadrinhos — sim, aquele interpretado pelo Ryan Reynolds no filme.
Após um tempo, Hal tenta usar a energia do planeta Oa, onde ficava a bateria central dos anéis de poder, para reconstruir a cidade. Os Guardiões, anciões que comandam a Tropa e essa energia, não permitem. Jordan simplesmente enlouquece e assassina praticamente todos os Guardiões e Lanternas Verdes, destruindo Oa em seguida. Essa história é conhecida como "Crepúsculo Esmeralda".
Por um tempo, ele age como vilão, assumindo o nome de Parallax, mas alguns anos depois é redimido por roteiristas que fizeram com que o genocídio fosse obra de uma entidade alienígena que possuiu o herói.

6. Blob devora a Vespa (e é devorado em seguida)

Ultimatum é o nome da quinta série de quadrinhos da linha Marvel Ultimate, um universo paralelo com acontecimentos que divergem dos eventos da mitologia Marvel principal. Essa fase foi marcada por violência extrema, assassinatos e cenas como o Magneto quebrando o pescoço do Professor Xavier.
O momento mais horrível, entretanto, aconteceu entre o vilão Blob e a super-heroína Vespa. O Gigante — outra identidade heroica do Homem-Formiga — encontra Blob fazendo uma refeição com sua mulher e exclamando: “Tem gosto de galinha”.
Como se isso não fosse grosseiro o bastante, o Gigante aumenta seu tamanho e arranca a cabeça de Blob com uma mordida. Tornar dois personagens antigos da Marvel em canibais foi uma virada inesperada, violenta e desagradável.
Se depender de alguns roteiristas, nem só de salvar orfanatos incendiados e resgatar gatinhos de árvores será feita a vida dos super-heróis. E você, conhece algum outro momento chocante que marcou as histórias em quadrinhos?
FONTE(S)
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...