domingo, 26 de janeiro de 2014

O que o jovem gosta de ler e o que querem que ele goste

Por Paulo Ramos - Blog dos Quadrinhos
  • Pesquisa do governo de SP revela que tiras são leitura preferida de estudantes
  • Levantamento revela contradição entre preferências dos alunos e conteúdo escolar
  • Estudo foi divulgado neste início de ano (02.01) e foi aplicado a 1 milhão de jovens
Pesquisa divulgada em 02 de janeiro pela Secretaria Estadual de Educação de São Paulo oficializa uma contradição entre os que alunos gostam de ler e o que se ensina a eles.
A maioria dos estudantes afirmou que as "narrativas em tiras" - que se supõe serem tiras - são sua principal preferência de leitura. Essa opção foi assinalada por 45% dos entrevistados e ficou acima de gêneros literários, forma de leitura tradicionais do ensino.
Contos, mitos e lendas apareceram em segundo lugar, com 36,9%. Poemas, romances de amor e romances de aventura tiveram percentuais de 31%, 29,2% e 24,8%, respectivamente.
O levantamento foi feito pela Coordenadoria de Informação e Monitoramento e Avaliação (Cima), órgão ligado à secretaria, e ouviu um milhão de jovens da rede estadual de ensino.
                                                           ***
O fato de uma produção não literária figurar como a preferida pelos estudantes contrasta com as leituras recomendadas a eles pelo próprio governo estadual paulista.
Se adotado como parâmetro o Saresp (Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo), os quadrinhos são leitura recomendada só a crianças do quarto ano.
Alunos próximos a essa faixa escolar foram apenas um dos perfis estudantis ouvidos na pesquisa, feita justamente durante a realização da prova do Saresp.
Segundo a Cima, foram ouvidos jovens do terceiro, quinto, sétimo e nono anos do Ensino Fundamental e adolescentes do terceiro ano do Ensino Médio.
                                                           ***
Em outros termos: o gosto por tiras não é restrito a crianças, como o governo parece querer crer por meio dos conteúdos do Saresp. É apreciado também por outras faixas etárias.
Há ainda outra contradição, mas externa à pesquisa.
Na divulgação dos dados, nesta quinta-feira, a Secretaria Estadual de Educação informou que "quadrinhos, contos e poemas são estilos literários preferidos de alunos da rede".
O texto, disponível no site da secretaria, registra ainda que o estudo detectou os "gêneros literários" dos estudantes.
                                                            ***
Em outros termos: a divulgação do governo confunde "estilo", "gênero literário" e "gênero quadrinístico", pressupondo que este pertença ao universo da literatura.
Essa leitura entra em contradição com o próprio conteúdo proposto pelo Saresp para ser avaliado com os estudantes durante a prova de 2013.
Segundo a "matriz de referência para avaliação do Saresp" para língua portuguesa a ser aplicada a alunos do quarto ano, "quadrinhos" são apresentados como gêneros "não literários".
O informe do governo já começa a ecoar na imprensa com os mesmos equívocos. Reportagem desta quinta-feira do portal de "O Estado de S. Paulo" noticia que quadrinhos são estilos "literário" e "de leitura".
                                                           ***
O número de entrevistados equivale a cerca de um quarto dos alunos do sistema público estadual paulista - 4,3 milhões no total, segundo dados divulgados pela própria secretaria.
A cada um dos jovens, foi feita a seguinte pergunta: "que tipo de livro você gosta de ler?". As alternativas eram de múltipla escolha. O estudante podia preencher mais de um item.
O que não contrasta nesse estudo é a comparação dos resultados com outra pesquisa, realizada ano passado, também pelo governo paulista, apenas com alunos do Ensino Médio.
Dos estudantes ouvidos, 41,5% disseram preferir a leitura de histórias em quadrinhos. Essa predileção ficou acima de poemas (28%) e biografias (12,2%).
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...