sábado, 11 de janeiro de 2014

“Mariza… e depois a maluca sou eu”

Por Renato Lebeau - Impulso HQ
A editora Peixe Grande no finzinho de 2013 lançou o livro “Mariza… e depois a maluca sou eu” que traz 200 ilustrações de Mariza Dias Costa, publicadas entre, 1977 e 2013, nas colunas de Paulo Francis e Contardo Calligaris na Folha de S. Paulo.
O livro, tem 224 páginas, Prefácio do psiquiatra Marcelo Ribeiro (UNIFESP) e analista junguiano (SBPA-SP), que vem cuidando de Mariza desde 2001. Ao final do livro há um depoimento fartamente ilustrado da artista, escrito durante sua primeira internação para redução de danos do uso de drogas, em 2001.
Mariza Dias Costa é uma das mais importantes e influentes ilustradoras da imprensa brasileira. No Pasquim, na Folha de S. Paulo onde ilustrou o Diário da Corte, de Paulo Francis ou nas colunas de Contardo Calligaris, na Ilustrada.

Mariza sempre incendiou as páginas com seu traço violento, irônico e incomparável. Nascida em 1952 na Guatemala, filha de diplomata,Mariza morou em lugares como Roma, Paris e Bagdá.
Suas ilustrações sempre foram bem além do nanquim. Mariza foi a primeira a fazer uso pouco ortodoxo da máquina de xerox, para reproduzir texturas de objetos, como tecidos e guardanapos.
A capa é de Cláudio Rocha, a organização do livro é de Orlando Pedroso e o projeto gráfico é assinado por Toninho Mendes.
Para quem quiser conferir as ilustrações de originais do livro, poderão agendar visita até o dia 31 de janeiro, na La Mínima Galeria, localizada na Av. Pedroso de Morais, 822 – Pinheiros, fone (11) 3578-0003. O livro pode ser encontrado em lojas especializadas como a Comix Book Shop.
Mariza… e depois a maluca sou eu
Editora Peixe Grande
Autora: Mariza Dias Costa
224 páginas
R$ 69,00
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...