quinta-feira, 8 de novembro de 2012

EXAGERADOS: Justice League of America #1 terá nada menos que 52 capas variantes!

Por Judão
Capas variantes são uma boa forma de impulsionar vendas e fazer uns trocados a mais para as editoras. A prática surgiu nos anos 90, quando todo mundo queria tirar uma lasca maior de um mercado dominado pela especulação. Que diga as capas variantes de Spider-Man #1 e X-Men #1, para ficar em dois exemplos famosos.
Depois da implosão desse mercado especulativo, a prática das capas alternativas nunca parou. Ainda assim, o ritmo era menor, digamos. Até porque, convenhamos, não deixa de ser interessante escolher a capa que você quer, procurar por uma mais rara ou até comprar todas as possíveis. Porém, nos últimos anos, o comportamento das editoras piorou. O número de gibis com capas variantes e as versões diferentes dessas capas cresce exponencialmente. E o resultado das vendas tem correspondido. The Walking Dead #100 que o diga.

Agora, a DC anuncia que Justice League of America #1, o próximo grande lançamento da editora e com roteiros de Geoff Johns e com arte do David Finch, terá nada menos que CINQUENTA E DUAS capas variantes. Sim, tudo pelo “número mágico” da DC, mas vai além: cada capa representará cada um dos 50 estados da União, mais o Distrito de Columbia e Porto Rico. Mais patriótico, impossível.
Justice League of America #1 será, com toda a certeza, o gibi mais vendido em fevereiro de 2013. Ótimo. Porém, talvez seja hora das editoras darem uma pensada no volume de capas alternativas que estão lançando. O Marvel NOW!, o relaunch da Casa das Ideias, está apostando muito nessa estratégia também e com toda a certeza a DC deve intensificar a prática, até para não perder mercado para a concorrente.
Seria péssimo que as editoras dos EUA mergulhassem em outra bolha que nem aquela de meados dos anos 90. Principalmente agora que parece que o crescimento desde o final de 2011 parece ser sustentável…
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...