quinta-feira, 15 de novembro de 2012

O fim das comic shops se aproxima? Gibis da Marvel e DC chegam à venda digital ANTES da abertura das lojas físicas] O fim das comic shops se aproxima? Gibis da Marvel e DC chegam à venda digital ANTES da abertura das lojas físicas

Por Judão
O mundo dos quadrinhos se divide, hoje, em quem lê HQs físicas e aqueles que não ligam em comprar gibis digitais. Basicamente é uma questão de escolha e como é lindo viver em um mundo onde temos escolhas, não?
Ainda assim, havia algumas proteções as boas e velhas comic shops, a base da indústria estadunidense de quadrinhos. Isso aí, HAVIA. No passado. As duas grandes barreiras que existiam acabam de cair.

A primeira foi com a DC, que anunciou na última semana que, a partir de agora, as publicações da editora estariam disponíveis não apenas no ComiXology (com app para iOS e Android, fora a leitura direta pelo navegador), mas também via compra pela Kindle Store, iBookstore e a Nook Store.
Ou seja, a DC eliminou os intermediários e o principal: a dependência de plataformas de terceiros. Isso dá mais segurança para quem compra. Afinal, não tem mais aquela dúvida de “ih, o que eu faço se o ComiXology falir?”. Agora você compra Batman #14  da mesma forma que compra a última edição do New York Times.
A segunda proteção ruiu hoje. Para proteger os velhos parceiros, as editoras seguram um pouco a publicação das revistas digitais, dando assim aos lojistas físicos a vantagem de poderem vender antes. A DC sempre foi a mais radical nesse sentido: revistas deles só ficam disponíveis no ComiXology a partir das 14h das quarta-feiras, horário de Nova York, dando toda uma manhã de vantagem para as lojas. Só que ontem, terça-feira, as publicações desta quarta feira apareceram na Nook Store, da Barnes & Noble. Nessa amanhã, usuários do ComiXology e das lojas no iPad e Kindle também tinham acesso aos gibis.

A Marvel também seguiu o mesmo caminho, ao menos nessa semana. Os gibis da Casa das Ideias aparecem normalmente por volta das 10h, horário da Costa Leste dos EUA, no ComiXology. Hoje, teve gente que viu as revistas à venda por volta das 8h30. Ao CBR News, o porta-voz da editora disse que foi um “erro”. Será? Pode ter sido um teste – ou uma resposta à DC.
É aquela coisa: a pessoa tem que ser muito doente para decidir a plataforma pela qual irá comprar apenas por causa de algumas horas de diferença. Por outro lado, quem já estava propenso a desistir das revistas físicas e partir para as digitais pode aproveitar essa mudança para já fazer a migração.
O fato é que quem está longe das comic shops dos EUA, como os compradores brasileiros, puderam ao menos nesta semana (e pela primeira vez em toda a história) ler uma publicação da DC e até da Marvel antes das aberturas das lojas gringas.
Vamos ver se os revendedores de lá não vão ficar furiosos com o movimento da DC. Tal jogada pode resultar em algum boicote dos lojistas ou até pior: a queda nas vendas necessária para, mais uma vez, gerar uma crise para esses caras. Sem falar que a ida do leitor até a comic shops sempre foi uma ótima maneira de convencê-lo a conhecer novas HQs, personagens e editoras, sempre saindo da loja com mais gibis do que pensava.
É, teremos que aguardar as cenas dos próximos capítulos…
Também ao CBR News, um porta-voz da DC confirmou que o lançamento adiantado dos gibis da editora nesta quarta-feira foi de propósito, sim. A intenção é que as publicações saiam ao mesmo tempo em todas as plataformas. Além disso, a DC quer oferecer novos conteúdos digitais que vão além dos quadrinhos.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...