segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

História em Quadrinhos garante lazer do sábado em BH

Por Hoje em Dia
Eugênio Moraes
8º Dia do Quadrinho Nacional
Laura ao lado do pai e da irmã criou a sua história, que termina com os personagens casados
















O 8º Dia do Quadrinho Nacional foi comemorado com muita diversão, estímulo à leitura e conhecimento para todas as idades. Oficinas, exposição, grafites e shows fizeram parte da programação do evento, no Parque Lagoa do Nado, no bairro Itapoã, zona Norte de Belo Horizonte, promovido pela Associação Cultural Nação HQ.
Mas foi o encontro com personagens históricos e modernos que encantou quem esteve presente. Um dos destaques é a exposição do premiado cartunista mineiro Paulo Barbosa. Entre os quase quatro mil exemplares expostos, sobressaem as edições do “Ken Parker”, em preto e branco, uma das raridades expostas no espaço “Aqui tem Gibi”, da biblioteca local. A primeira edição, criada em 1978, é considerada uma das coleções mais bem elaboradas da história em quadrinhos, pelo produtor do Centro Cultural Lagoa do Nado, Amauri de Paula.
 
“Certamente, essas revistas originais são uma preciosidade, não só pelo tempo, mas pela qualidade gráfica e roteiros excepcionais”, disse.
 
Sucesso
 
As revistinhas de Maurício de Souza, criador da Turma da Mônica, fizeram sucesso entre a criançada, mas é o livro “Toda Mafalda”, publicação completa dos quadrinhos da personagem, criada na década de 60 pelo cartunista argentino Quino, o campeão dos mais procurados.
 
Com desenhos e muita imaginação, Laura Santana Bastos, de 7 anos, criou a própria história em quadrinhos em uma das oficinas. “Na minha revistinha, um menino achou muito dinheiro e devolveu à sua dona. Depois, eles começaram a namorar, se casaram e viveram felizes para sempre”, contou. O pai, Helio da Rocha Bastos, orgulhoso, acompanhou tudo de perto e observou ser esse um estímulo ao crescimento cultural da filha.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...